Título do Site BIRCK JUNIOR

FAÇA AS COISAS ACONTECEREM AO INVÉS DE ESPERAR PELOS ACONTECIMENTOS

Textos


 
DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA
              
20 DE NOVEMBRO                     
 


Apesar de ser o sustentáculo da economia agroexportadora do açúcar, ser o “instrumento de trabalho” do engenho, ser status de poder para os brancos, representar capital e propriedade, os negros tinham contra si mesmo todas as leis, castigos, preconceitos, comiam a feijoada com as pernas, e pés dos porcos, andavam quase seminus, dormiam no chão na esteira... E segundo André João Antonil: 

No Brasil, costumam dizer que para o escravo são necessários três pês: a saber, pau, pão e pano. Quisera Deus que tão abundante fosse o comer e o vestir, como muitas vezes é o castigo, (...). “Fazem mais caso de um cavalo do que de meia dúzia de escravos”. (MACEDO, 1996, p. 103)  
       
         Todavia, o negro não ficou dócil á escravização como nos fala a historia oficial, lutou com unhas e dentes pela sua liberdade e igualdade social, ora com abortos, suicídios, assassinato de feitores e de seus senhores, com fugas e fundação de “quilombos” que foi o símbolo da resistência negra a escravidão:
 

O quilombo mais famoso do continente americano localizava-se no interior do atual estado de Alagoas. Era o Quilombo dos Palmares, com mais de 360 quilômetros. Possuía inúmeros vilarejos e uma capital, a cidade de Macuco com 1500 casas. Em 20 de novembro1695, ao ser destruído por tropas militares de Pernambuco e pelos bandeirantes paulistas, Palmares contava com aproximadamente 30.000 (trinta mil) habitantes. (MACEDO, 1996, p. 100-101)         
         
         A sociedade inteira dos senhores aos padres, a igreja, além dos políticos e todas as leis estavam contra os escravos. A única alternativa que lhes restou foi á fuga para os quilombos. Como hoje verificamos as leis contra o povo e a maneira de sobreviver é burlando esses decretos injustos. O chamado “jeitinho brasileiro”. Talvez aprendessem isso com os nossos negros escravizados que com muita coragem e ousadia fundaram em plenas terras brasileiras, a sua república de liberdade e igualdade liderada por Zumbi dos Palmares.
 

Do livro: "A SAGA DE  ZUMBI DOS PALMARES NO BRASIL CONTRA O TRONCO O CHICOTE E O FUZIL", do poeta BIRCK JUNIOR 
Birck Junior
Enviado por Birck Junior em 10/11/2016
Alterado em 10/11/2016

Música: Clara Nunes - Canto das três raças (1976) (1) - CLARA NUNES

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras