CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
PROF. BIRCK JUNIOR, O POETA ARRETADO
QUEM NÃO É SOL AOS PRÓPRIOS OLHOS, NÃO PODE SER ESTRELA AO OLHAR DOS OUTROS!
Textos


        
JOÃO BRASIL E O BRASILEIRINHO 

       Era uma vez o senhor João Brasil e o filho Brasileirinho. Os dois saíram para dar uma volta pela cidade e Brasileirinho viu um monte de coisas erradas: monumentos pinchados, escolas destroçadas, ônibus escolares depredados, guerra entre policiais e os traficantes de fuzis, de metralhadoras, de blindados, em plena rua entre escolas, crianças e pedestres, cadeiras rasgadas, ruas esburacadas e praças cheias de drogados, coletivos superlotados com gente espremida como sardinhas na lata, velhos sendo deixados para trás pelos motoristas urbanos, sem falar da falta de educação dos condutores no transito. Um show de ignorância a parte. Pois bem. Brasileirinho perguntou:
 
       
- Pai? De quem é a culpa por essas coisas todas? A televisão nos diz que a culpa é dos parlamentares. E o senhor o que pensa disso? João Brasil lhe respondeu:
        - Bem filho! Eu acho que os políticos têm a sua culpa particular muito grande, mas o nosso povo também não é esse santinho todo que fala por ai. Não é uma “vitima” dos parlamentares corruptos. Veja bem: quem vende o voto por migalhas, por pinga, por corote, por talão de água e luz, por cesta básica, por Bolsa Família, por gorjeta de cinqüenta pratas? Não é tão honesto quanto pensa, logo, são tão cúmplice na roubalheira quanto os governantes.
 
      
Como todo menino esperto Brasileirinho ficou mais curioso ainda e insistiu mais uma vez com o coroa:
       - Pai? Eu queria saber mais sobre a vivência dos brasileiros. Fale mais sobre o comportamento do povão deste Brasil de meu Deus. Então, João Brasil continuou:

       - Bem filho: o nosso povo é viciado em televisão e não gosta de ler, prefere perder tempo com os idiotas do Big Brother Brasil da rede Globo a ler um livro como o Pequeno Príncipe de Saint Exupéry; gosta de agredir aos professores, de abandonar aos estudos, os pais não lêem para os filhos, só fala de futebol, de piriguete, de novela e de carnaval, adora o funk de putaria, ama furar fila nos bancos e trair ao cônjuge, além de amar eleger por dois mandatos os mesmos políticos corruptos e hipócritas.
 
        Brasileirinho ficou desconfiado, decepcionado e perplexo com o nosso povo e disse para si mesmo:
        - Puta merda! Que povinho escroto! É. Cada povo tem o governante que merece. E continuou:
        - Pai? Então, como termina essa estória do Brasil no embate entre o povo e os governantes?
        O senhor João Brasil teve uma inspiração repentina e lhe falou:
        - Bem, filho, o que acontece é que o Brasil é atacado por dois lados: na parte de baixo da sociedade os pobres vândalos destroem ao patrimônio publico como escolas, carteiras, praças, estátuas, bustos de pessoas históricas, hospitais, bancos de coletivos, enquanto que na parte de cima da elite? Os parlamentares vilipendiam a riqueza dos impostos em suas tramóias sinistras.        
  
        Um político corrupto não faria carreira e riqueza, se não tivesse um eleitor desonesto lhe vendendo o voto.

         “Um povo que busca um salvador da Pátria, não merece ser salvo”!

FILOSOFO MARIO SERGIO CORTELA
 

 
 DO LIVRO:
CONTOS DE BICHOS PARA CRIANÇAS - BIRCK JUNIOR 
-
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Birck Junior
Enviado por Birck Junior em 02/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários