CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
PROF. BIRCK JUNIOR, O POETA ARRETADO
QUEM NÃO É SOL AOS PRÓPRIOS OLHOS, NÃO PODE SER ESTRELA AO OLHAR DOS OUTROS!
Textos


 
O BRASILEIRO SEM MEMORIA 
 

O nosso dinheiro foi desviado
Dos cofres da nossa Prefeitura,
Mas o povo permanece calado
Vendo tudo com paz e doçura,
Pois prefere ao pouco continuado
A aquela justiça na aventura!


O brasileiro não tem memória,
Pouco importa a sua história!

 

Superfaturamento na Prefeitura
E um rombo nessa Previdência!
Mas o brasileiro é uma criatura:
Aceita tudo com benevolência!
Uma Eternit, feijão ou fechadura?
Compra o voto e a subserviência! 

 
O brasileiro não tem memória,
Pouco importa a sua história!

 

Foge da política ou politicagem
Como o diabo foge daquela cruz...
Política, para ele, uma bobagem!
Pois a lugar nenhum lhe conduz!
Não sabendo ele que a barragem
O político fez para lhe dar a luz!

 
O brasileiro não tem memória,
Pouco importa a sua história!

 
A população assistiu “bestializada”,
Ao golpe da República no Brasil.
Pensou que fosse desfile da Armada,
E só soube depois no tempo tardio.
Sempre fomos uma nação alienada,
E falar em política nos causa fastio! 

 
O brasileiro não tem memória,
Pouco importa a sua história!

 
Brasileiro vive com a “corrupção”
Como se ela fosse aquele sapato.
A grana que o político mete a mão?
Quem paga depois é ele como pato,
Mas continua assistindo televisão,
Mesmo com um tamanho desacato!

 
O brasileiro não tem memória,
Pouco importa a sua história!
 

A Cabanagem no nosso Grão-Pará,
E a Balaiada no nosso Maranhão...
Porque quase sempre deu em nada
As “guerras” da nossa população!
Que o diga nosso Felipe dos Santos,
Tiradentes e Beckman no Maranhão!

 
O brasileiro não tem memória,
Pouco importa a sua história!

 
Sua euforia é no nosso futebol,
Na cerveja e no nosso carnaval.
Mesmo no vermelho do arrebol,
Passando fome e vivendo mal?
Pega a vara e põe isca no anzol
Pois perder na vida é habitual!

 
O brasileiro não tem memória,
Pouco importa a sua história!

 
Brasileiros não têm direitos,
Brasileiro tem uns “jeitinhos”...
Muitos hospitais sem leitos
E muitos ladrões de colarinhos!


POETA BIRCK JUNIOR - AS LEIS DA RIQUEZA EM POESIAS. 

 
 
 
Birck Junior
Enviado por Birck Junior em 15/09/2019
Alterado em 15/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários