CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
PROF. BIRCK JUNIOR, O POETA ARRETADO
QUEM NÃO É SOL AOS PRÓPRIOS OLHOS, NÃO PODE SER ESTRELA AO OLHAR DOS OUTROS!
Textos


O DIA DA POESIA - 31 DE OUTUBRO 

Ser poeta é ser tratado com desdém!
Um sujeito que vive de um passado,
Ainda chama a mulher de meu bem
E que curte desfilar na rua abraçado,
Mas a poesia é coisa de Zé Ninguém,
Um hobby de um sujeito fracassado!
 

A POESIA é hoje muito esculachada,
E o menestrel é uma gente sem valor!
De toda a imprensa foi logo expurgada,
Ninguém faz mais declaração de amor!
Ser poeta é uma tremenda barca furada,
No vendaval de um mundo consumidor!
 

Sou o poeta um cabra iluminado
Que poetiza por exclusiva vocação!
Nunca ganhei nenhum dólar furado,
Mas zombaria, desdém e gozação!
Quem pensar que fico preocupado?
Perde tempo com a cara de bundão!
 
Mando para a puta que lhe pariu,
Quem esculachou a minha poesia
E me detonou sem nenhum fuzil
Com o veneno de sua linguinha!
Se meu poema incomoda ao Brasil?
Que dirá a mente dessa gentinha?
 

Infelizmente, a mulher, a musa,
A diva, a deusa que era ninfa
Que inspirava ao poeta, hoje, 
Virou cadela, cachorra, fruta
E mais recentemente uma "lata"
Que um chuta e o outro cata! 
Isso nos diz um funk...


O Dia da Poesia - um tributo
A mulher diva ou uma chance
De trazer ao meu protesto?


SALVE AO DIA MAGNIFICO
DA ENTIDADE
POESIA  

Do Livro: POEMAS PROIBIDOS - NÃO 
RECOMENDADO PARA OS HIPOCRITAS. 

BIRCK JUNIOR     
Birck Junior
Enviado por Birck Junior em 31/10/2019
Alterado em 31/10/2019


Comentários